O Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído, International Noise Awareness Day (INAD), foi criado em 1996, nos Estados Unidos, pela League for the Hard of Hearing, hoje Center for Hearing and Comunication, para promover o evento mundial de conscientização, com diversas atividades e entre elas, 60 segundos de silêncio, a fim de demonstrar o impacto do ruído na vida cotidiana da população.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a poluição sonora é o segundo maior agente poluidor ambiental, depois da poluição do ar e muitas pessoas desconhecem que ela é um fator prejudicial à saúde pública. Estudos realizados internacionalmente revelam que a exposição ao ruído pode causar e/ou potencializar doenças como infarto, diabetes, pressão alta etc.

Em prol da campanha, desde 2014, a ProAcústica organiza ações e diversas atividades, como a realização da Conferência Municipal sobre Ruído, Vibração e Perturbação Sonora que, durante 3 anos, discutiu a necessidade da elaboração de um Mapa de Ruído para a cidade de São Paulo. Como resultado dessa mobilização foi criada a Lei 16.499 Mapa de Ruído Urbano, de 21/07/2016, que instituiu a obrigatoriedade de implantação do Mapa de Ruído no Município de São Paulo.

Com o objetivo de reunir as informações e premissas para definição de uma metodologia para elaboração do projeto piloto de Mapa de Ruído para São Paulo, a ProAcústica constituiu o Comitê Acústica Ambiental e o GT Grupo de Trabalho Mapa de Ruído. Dos 20 especialistas participantes, 3 possuem experiência na implantação de mapas de ruídos na Espanha e na França.

Após a publicação e sucesso do mapa piloto, o GT Grupo de Trabalho Mapa de Ruído resolveu iniciar o mapeamento da cidade de São Paulo pela área de operação urbana centro, área prevista na Lei 16.499 como prioritária para o mapeamento. Como resultado o Mapa de Ruído Urbano Centro SP foi elaborado, baseado nas premissas estabelecidas no projeto piloto.

Os dados de entrada, para ambos os mapas, foram definidos por meio de estudos realizados pelos participantes do GT que, também, colaboraram com medições para a calibração do Mapa Piloto. Para visualizar o Mapa de Ruído de uma cidade foram definidas cores para representar o ruído existente nas diferentes regiões. No Mapa Piloto foram identificadas as fontes de ruído de tráfego urbano, que é o maior causador de problemas de ruído nas metrópoles. No Mapa Centro, além do ruído de tráfego urbano, foram identificadas fontes de ruído metroviário.

Agradecimentos da ProAcústica às empresas parceiras na elaboração do Mapa de Ruído Urbano Centro SP:

Empresas parceiras - Mapa de Ruído Centro SP - 2019